Magazine Luiza Anunciou Compra de Duas Startups para Explorar o Mercado Bilionário Online


O Magazine Luiza (BOV:MGLU3) anunciou a compra de duas startups que posicionam a gigante de varejo para explorar um mercado com potencial bilionário: a publicidade online.


O Magazine disse que está comprando o Canaltech, um site de tecnologia com foco em reviews de gadgets, e a tecnologia e equipe de desenvolvedores da InLoco Media, o braço de publicidade da InLoco, a startup de geolocalização.


Todas as iniciativas serão reunidas numa mesma plataforma, batizada de Magalu Ads.


Os valores das aquisições não são suficientemente materiais para obrigar o disclosure. O Canaltech adicionará seus 24 milhões de usuários únicos/mês aos 60 milhões que hoje formam a audiência das várias propriedades digitais do Magalu, incluindo os sites da Época Cosméticos, Netshoes e Zattini, aquisições recentes da companhia.

Fundado em 2012 por Felipe Szatkowsk e Domingos Hypolito Neto, dois empreendedores que também criaram o site Ultradowloads, o Canaltech já é um dos principais parceiros do programa de afiliados do Magalu: quando produz uma matéria com comparativos de produtos ou reviews, ele linka para os sites do e-commerce ganhando uma comissão pelas vendas.

Nos Estados Unidos, o BuzzFeed — site de notícias conhecido por suas listas — também faz isso e já é o quinto maior gerador de tráfego para a Amazon.

Ainda pouco desenvolvido no ecommerce brasileiro, o mercado de publicidade online movimenta bilhões de dólares entre varejistas nos EUA e China. A Amazon fatura mais de US$ 13 bi por ano com sua vertical de ads, enquanto boa parte da receita do Alibaba (cerca de US$ 30 bi) já vem de publicidade online — os dois são benchmarks para o novo negócio da Magalu.

O Mercado Livre não abre os números de sua plataforma de ads, mas a estimativa do mercado é que a companhia já fature pelo menos R$ 1 bilhão por ano com publicidade.


Em conexão com a compra da InLoco Media, o Magalu está licenciando a tecnologia de geolocalização da empresa para melhorar a oferta aos clientes. Esta tecnologia permite que um cliente Magalu passando em frente à loja de um pequeno varejista que anuncia no Magalu Ads, por exemplo, receba um push em seu celular estimulando-o a entrar na loja.

A aquisição vem uma semana depois do Magalu anunciar a compra do Hubsales, uma plataforma que permite que indústrias vendam direto para o consumidor.

O CEO Frederico Trajano disse ao Brazil Journal que o Magalu deve fazer outras aquisições nos próximos meses e está de olho tanto em startups quanto em negócios maiores. Os cinco pilares de crescimento da empresa são: marketplace, novas categorias, entregas mais rápidas, ‘magalu as a service’ (onde entram as aquisições de hoje), e superapp.

“Ano passado captamos R$ 5 bi para fazer M&A. Essa estratégia estava em stand by pela pandemia, mas agora que passamos bem pela crise vamos fazer o que prometemos.” Questionado se o Magalu começará a reportar uma linha separada no balanço com a receita do Magalu Ads, Fred disse que não.

“Vou tentar não dar tanta visibilidade… Tem muito copycat, muita banda cover por aí no mercado,” disse rindo.

212 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

OVERCLOCKING DO ARDUINO COM NITROGÊNIO LÍQUIDO

O funcionamento em 65Mhz começa às 07:12 Arduino borbulhando sob nitrogênio líquido 9:00 Falha inicial do visor devido a falha do regulador linear às 2:52 Overclocking do Arduino com resfriamento com

Este site atua como um canal de comunicação e fomento ao empreendedorismo inovador cearense, evangelizando, desenvolvimento, engajamento, impulsionamento e trazendo informação e eventos de inovação aberta, conectando jovens talentos - e suas ideias mirabolantes - voltado ao ecossistema inovador, e empresas que buscam por soluções inovadoras.

Aceitamos parcerias nacionais e internacionais através de investidores, produtores, empresas, entidades de classe e órgãos governamentais, desde que respeitados nossos propósitos, valores e ética.

2017-2020 Copyright ©  Startup Experience - Todos os direitos reservados